Arquivo da tag: Deus

Valores de cabeça pra baixo

Padrão

Hoje li uma matéria contando de um menino que foi expulso dos escoteiros por não acreditar em Deus. Mas o que me mais me chamou a atenção não foi apenas o fato da insensibilidade de expulsar apenas uma criança e sim a declaração de seu pai afirmando que o filho não acredita que o mundo foi criado em sete dias. E fez questão de dizer isso aos repórteres com orgulho.

O que me intriga é a importância que os pais dão a educação dos filhos fora das salas de aula. As pessoas acreditam que podem ser boas por elas mesmas, fazer caridade por sua própria vontade, sem depender de um Deus e por elas está tudo muito certo.

Antigamente os deuses eram estátuas, hoje o deus do homem é ele mesmo. Os pais preferem ensinar musicas obscenas aos filhos do que ensiná-los a cantar musicas infantis. Acham lindos os filhos cantando “eu quero tchu” sem se importar com o significado da letra, isso porque quase não tem letra. Se um filho meu cantasse isso eu ia dar uns bons tapas! Mas tem gente que ainda não entende.

Bem lembrando, tapa não pode! A violência infantil se confunde com a educação que os pais devem dar. Não existe mais equilíbrio! Ou bate muito e espanca ou diz sim a tudo para o filho, os dois atos levam a tragédias familiares. Mas será que o mundo não vê tudo isso? Será que é tão difícil perceber as consequências de atos tão óbvios.

Outra matéria que vi hoje é sobre uma novela que irá começar na globo. Nos primeiros capítulos, um descasamento ou uma festa de divorcio. O que esse povo acha que está comemorando? Um casamento sem amor, um fracasso. Que tipo de valor eles querem introduzir? Isso sem falar do descaramento da TV em mostrar traições como coisas boas e destruindo a imagem das mulheres como arte.

Não acho isso tudo normal e nunca vou achar. Mas o fato é que a geração futura vai. E depois dessa o que mais virá?

Anúncios

Hoje quero muito agradecer a Deus! Por que…

Padrão

Ele está preparando um belo lugar para morarmos no céu;

Mandou Seu Filho para morrer por nós para termos direito a esse novo lar;

Tenho uma família unida e pais que me apóiam muito;

Tenho um marido maravilhoso que me ama e tem muita paciência comigo;

Tenho amigos de verdade;

Eu tenho um emprego e uma renda;

Temos comida na minha casa e se nos falta algo essencial é por que não fomos ao mercado e não por falta de dinheiro;

Somos trabalhadores e lutamos pelos nossos sonhos;

Deus nos ajuda a realizar sonhos;

Mais um ano começou e tenho a oportunidade de fazer boas coisas em minha vida;

Tenho animo para traçar novas metas e Ele me ajuda a atingi-las;

Existem as praias, e nelas nos divertimos;

As lembranças do dia do meu casamento são maravilhosas;

Moro em uma bela casa;

Ganho muitos presentes úteis;

Tenho facilidade em entender as coisas;

Tenho disposição para ajudar as pessoas;

Ele me manda serviços que completam minha renda;

Ele me ajuda a pagar minhas contas;

Ele me cura das doenças que eu pego porque cuido mal do meu corpo;

Ele sempre me perdoa;

Ele ouve minhas orações;

Quando estou triste posso chorar e reclamar para Ele, e no final Ele me acalma;

Nunca estou sozinha;

Me dá oportunidades para falar Dele aos outros!

Agradeço a Deus pela minha vida e por e existir!

E você? Agradece por quê?

A graça que vem de graça!

Padrão

Acabei de acordar eufórica. Não há nada mais decepcionante e revoltante do que acordar ouvindo alguém dizer que o sacrifício de Jesus não foi o suficiente para nos salvar. Se o Sacrifício do Ser mais Poderoso do Universo não foi suficiente para vencer o pecado, então estamos perdidos.

Ao sair do meu quarto percebi que meu pai tomava café da manhã com um amigo que dizia com toda certeza do mundo “está escrito na bíblia que o reino dos céus é para aqueles que praticam boas obras”, ele contrariava meu pai discutindo com ele que não estamos salvos só porque Jesus morreu por nós e que tinhamos que fazer algo a mais. Não pude acreditar naquilo, será que a morte dos reformadores nas fogueiras e a luta de Lutero contra as indulgencias através das suas noventa e cinco teses foram em vão.

Mas no momento a única maneira de mostrar a verdade para aquele rapaz foi através da Bíblia. Não usei minhas próprias palavras, porque infelizmente minha mente não me permite decorar mais que um versículo isolado. Ler apenas um versículo sem saber seu contexto pode ser fatal para a verdadeira compreensão da Bíblia. Fui buscar a Bíblia e ela me pareceu abrir sozinha, como se também tivesse indignada com o que acabara de ser dito. Não demoraram segundos e eu já estava com ela aberta na cozinha em Romanos 5. Li a primeira parte para ele, sem explicações, apenas mostrando o que foi deixado há séculos em nosso livro sagrado, o mesmo que ambos estudam em suas respectivas igrejas. Leia o versículo todo e tende entender, aqui eu escrevi apenas três versículos:

“Sendo pois justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de Deus.” Versículo 1 e 2

“Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores” versículo 8

Mas o nosso amigo não aceitou, estava claro perante ele, mas não é discutindo que levaremos uma pessoa a entender o verdadeiro significado do sacrifício de Cristo. Boas obras devem existir em nós, mas isso será insignificante e totalmente em vão se não termos a esperança da salvação em cristo em nosso coração primeiro. No capítulo 8 de romanos podemos ler sobre a nova vida debaixo da graça, segundo o espírito de santidade e adoção. (abra a bíblia ou busque no Google e leia o capitulo todo, porque se eu citar apenas um versículo cairemos no mesmo erro).

É por isso que acredito de uma forma muito simples: “O meu amor por Jesus é tão grande que sou eternamente grata pela salvação gratuita que Ele me deu através do se sacrifício na cruz, assim desejo fazer apenas aquilo que ele me pede, guardando os seus mandamentos e ajudando meu próximo.”

Se você que leu quiser saber mais, comente e te mandarei mais informações. Um abraço pessoal!